27 de janeiro de 2008

Naked Lunch - Mistérios e Paixões - 1991

Direção: David Cronenberg
Áudio: Inglês
Duração: 110 Minutos

Nova York, 1953. Bill Lee (Peter Weller) quer ser escritor, mas ele extermina insetos para pagar suas contas. Bill está tendo problemas no trabalho, correndo o risco inclusive de perder o emprego, pois freqüentemente esgota seu estoque de inseticida. Porém, a verdade é que Joan (Judy Davis), sua esposa, está viciada no "barato" que este pó lhe causa. Quando Bill, estimulado pela mulher, experimenta esta substância ele entra em um processo interminável de "viagens", nas quais máquinas de escrever se transformam em enormes insetos falantes.


Comentários
10 Comentários

10 Comentários:

qésh burn disse...

po, importante acrescentar sobre o filme que é inspirado no livro de mesmo nome (trad. Almoço Nu) de William Burroughs, um dos maiores escritores. o livro é sobre drogas, dependência em heroína, companheira por toda vida de Burroughs; mas o filme, leitura do livro excelente e inspiradíssima de David Cronenberg, vai pela criação literária de burroughs, de veia única, e que inspirou muito a tantos escritores. para muitos, burroughs representante maior da geração beatnik, mas ele vai muito mais além...

po, a galera tá de sacanagem na nota do filme, é muito bom mesmo! LEIAM O LIVRO!

Arapa-Rock-Motor disse...

Boa !

Bruna disse...

Olá! Teria como vc´s disponibilizarem este filme novamente por favor!Sempre quis assisti-lo...

Sra.Bates disse...

T-T tem como repostar? to muito afim desse filme ^^

abraços

Moderador disse...

Naked Lunch - Mistérios e Paixões
Novos links !!!

Frxn disse...

\o/ AE!

Renato Agostinho dos Santos disse...

Tá corrimpido! :(

Moderador / Albeяt ॐ disse...

http://araparockmotor.blogspot.com/2008/07/problemas-descompactar.html

dayponte disse...

Preciso agradecer demais por vocês terem postado esse filme!
Não sabem o quanto significa para mim! Me lembro de esse filme ter passado de madrugada no corujão na década de 90 ainda e eu não consegui pegar o nome e fiquei a procura até hoje!

Muito obrigada, de coração!

Johnson disse...

Ai... esse filme é muito louco! euhuheuheheuheuheuheu E esse filme prova que o William Burroughs era muito mais louco! O filme só perde pela narrativa do livro, pois a insanidade que ele descreve, meu deus do céu! Ele é demais, o filme é demais!

Postar um comentário